Retrospectiva 2017: do título Estadual ao vice Nacional, Assoeva teve ano marcado por conquistas

 

A Assoeva/Unisc/ALM atingiu status de uma das principais equipes de futsal do Brasil na temporada 2017. Foi o ano que o time conquistou três títulos das quatro competições que disputou. Além do inédito título da Liga Gaúcha, a equipe de Venâncio Aires faturou a Copa Marau e o Estadual Sub-20. Na Liga Nacional de Futsal o primeiro lugar escapou por detalhe e o time amarelo ficou com o vice-campeonato. 

Foram 57 jogos na temporada que fizeram o torcedor roer as unhas, sorrir, comemorar e muitas vezes lamentar atuações bem abaixo do esperado. Mas em algumas partidas neste ano o torcedor da Febre Amarela se orgulhou da postura e do rendimento do elenco dentro das quatros linhas. Com baixo investimento, falta de recursos e "driblando" lesões e saídas de atletas, a Assoeva fechou a temporada 2017 com a marca de 33 vitórias, 12 empates e 12 derrotas, o que representa um aproveitamento de 65%. No total foram 166 gols marcados e outros 109 sofridos. Nesta retrospectiva, vamos elencar os principais fatos da temporada 2017 da Assoeva/Unisc/ALM.

Mês a mês:

Janeiro: O primeiro mês do ano foi marcado pelo trabalho incansável da diretoria na montagem do elenco. Dentro de quadra, diversas foram as novidades. Do plantel de 2016, oito foram os atletas que renovaram por mais uma temporada. Da base do clube foram efetivados no time adulto os atletas Douglas, Rafael, Jacson e Vagner Mânica. Em relação aos novos reforços do elenco, os goleiros Deividi, André e Lucas Suita, o fixo Sacon, o ala Zico e os pivôs Caio Jr. e Dilvo chegam ao clube, deixando o grupo com uma mescla de juventude com experiência.

Mas antes mesmo da apresentação oficial da equipe, no mês de janeiro uma tragédia chocou a comunidade de Venâncio Aires e pôs fim ao sonho de um atleta promissor. O jovem Ronaldo Davis, de apenas 17 anos, faleceu de forma trágica ao se afogar no Arroio Castelhano. Ronaldo era uma das principais promessas da Assoeva e atuava na equipe desde 2014, quando passou a integrar a categoria sub-17. Sempre dedicado aos treinos e jogos, o atleta vivia uma grande fase na carreira. Na temporada passada, Ronaldo foi um dos destaques da equipe Sub-20 e havia ganho a oportunidade de integrar o plantel profissional.

Fevereiro: Na manhã da quarta-feira, 1º de fevereiro, iniciou de forma oficial a temporada 2017 da Assoeva. Foi o mês onde os jogadores tiveram de 'suar a camisa' para entrar em ritmo de jogo.  Atividades de resistência, agilidade, velocidade e força, além de treinos ao ar livre e na quadra da Coopeva ditaram o ritmo dos treinamentos. 

O mês de fevereiro também ficou marcado pelas obras no Ginásio Poliesportivo. A "casa" da Assoeva recebeu melhorias consideráveis nos vestiários, sala de arbitragem, sala de imprensa e foi construída a academia do clube, que foi muito utilizada ao longo da temporada. Mas principal mudança foi na quadra, onde o piso de madeira foi substituído por um 'piso bruto', nos mesmos moldes do Centro de Eventos Coopeva.

Março: Em março, de fato, foi o mês em que a bola rolou. O início da Assoeva foi bastante promissor e parecia ser o prenúncio de uma temporada que poderia recheada de glórias. E foi. O primeiro jogo da equipe foi disputado no dia 12, no amistoso diante do Joaçaba, em Santa Catarina. Vitória da Assoeva por 2 a 0 e início de temporada com o pé direito. Na semana seguinte veio o primeiro título do ano. A equipe amarela conquistou o troféu de campeão da Copa Marau ao vencer a ACBF por 1 a 0 e deu a primeira volta olímpica de 2017. Também em março o fixo Daniel foi convocado pela primeira vez para integrar a Seleção Brasileira de futsal. 

Abril: O mês de abril foi marcado pela estreia na Liga Nacional de Futsal. Jogando em casa, a equipe venceu o Supermercados BH/Minas por 4 a 1 e somou seus primeiros três pontos na competição. Também foi em abril que a equipe conheceu a primeira derrota em 2017. Após sete jogos de invencibilidade, a Assoeva tropeçou em casa e acabou sendo goleada pelo Pato Futsal. Com a presença do fixo Daniel, em abril a Seleção Brasileira de Futsal conquistou a Copa América de Futsal pela décima segunda vez em sua história.

Maio: Maio foi o mês de estreia na Liga Gaúcha e de altos e baixos na Assoeva. O pontapé inicial no estadual foi com vitória por 3 a 1 no clássico contra Alaf, em Lajeado. Mas após um começo promissor, a equipe amarela enfrentou a primeira "turbulência" do ano, fechando o mês com três derrotas consecutivas. Quem também acabou sendo derrotada foi a equipe Sub-20, que foi goleada na estreia do estadual. 

Junho: O sexto mês do ano começou com o sinal de alerta ligado na Capital do Chimarrão. A sequência negativa da Assoeva prossegiu com três empates e uma derrota nos primeiros quatro jogos do mês. Foram sete jogos sem vitória até o triunfo diante da Abelc, no dia 19. Vitória por 3 a 0 e início de uma série de oito jogos de invecibilidade. 

Julho: O mês de julho iniciou com uma vitória de goleada sobre o Guarapuava, no Paraná, pela Liga Nacional. No sub-20, a equipe amarela já era líder da competição. O mês também ficou marcado pela despedida do ala Thiaguinho, que se transferiu para o Levante, da Espanha. Por outro lado, Rezala e Maninho foram contratados para reforçar a equipe. 

Agosto: Agosto ficou marcado pelos 35 anos de fundação da Associação Esportiva de Venâncio Aires – Assoeva, fundada em 02 de Agosto de 1982. O fato negativo do mês foi a grave lesão do pivô Dilvo, que precisou ser submetido a uma cirurgia após sofrer uma lesão na diáfise da tíbia e fíbula da perna esquerda, tendo que desfalcar a equipe por quase quatro meses. Dentro de quadra a equipe seguia a perseguição ao topo da tabela da Liga Gaúcha.

Setembro: No mês de setembro a Assoeva foi ao mercado e acertou a contratação do ala esquerdo Marcílio, jovem promissor de 19 anos que figurava entre os convocados da Seleção Brasileira de Futsal. No dia 8, a equipe de Venâncio Aires encerrou sua participação na primeira fase da Liga Nacional Futsal com um empate por 2 a 2 diante do Foz Cataratas, no Paraná. Com o resultado na Terra da Fronteira, a equipe amarela ficou com 23 pontos e fechou a fase classificatória na oitava colocação. 

O adversário na fase de mata-mata seria a equipe da Copagril, de Marechal Cândido Rondon/PR. No primeiro duelo, realizado já na semana seguinte, a Assoeva conquistou um ótimo resultado fora de casa ao empatar com os paranaenses pelo placar de 1 a 1. Na Liga Gaúcha, a Assoeva vencia o Guarany por 8 a 2 e seguia na liderança da competição.

Fechando o mês, os atletas Daniel e Marcílio sagraram-se campeões do Zonal Norte da Liga Sul-Americana com a Seleção Brasileira de futsal, competição disputada em Bogotá, na Colômbia. O time verde e amarelo venceu os seis confrontos e terminou invicto.

Outubro: Outubro foi o mês em que a Assoeva se manteve invicta na temporada. Foram quatro vitórias e um empate em jogos de tirar o fôlego. Na primeira decisão do mês, a equipe do técnico Fernando Malafaia recebeu a Copagril no jogo de volta das otivas de final da LNF e empatou em 1 a 1 no tempo normal. Diante da igualdade, a decisão da vaga foi para a prorrogação. Os dez minutos passaram 'voando' e o empate em 0 a 0 classificou a Assoeva pela melhor campanha. O fato negativo da partida foi a lesão do ala Zico, que sofreu uma ruptura do Ligamento Cruzado Anterior do joelho direito e teve a temporada interrompida.

Nas quartas de final da LNF o adversário seria o poderoso Magnus Futsal, equipe de maior investimento do Brasil. O jogo no começo da noite da quinta-feira, feriado de Nossa Senhora Aparecida, que marcaria a ida das quartas de final entre as duas agremiações, não foi realizado em razão da alta umidade na quadra do ginásio Poliesportivo.

Remarcados para os dias 26 e 30, deu Assoeva nos dois jogos diante do gigante do futsal brasileiro. Vitória em Venâncio Aires por 2 a 0 e em Sorocaba por 6 a 5, em uma atuação de gala que garantiu a equipe amarela entre os quatro melhores do país. Os atletas foram recebidos com festa na chegada à Venâncio Aires. O adversário na semifinal seria o Marreco, do Paraná. No Sub-20 a garotada da Assoeva largava em vantagem na luta por uma vaga nas semifinais do Estadual Sub-20 ao vencer a AAFS por 5 a 1. 

Novembro: O penúltimo mês do ano foi repleto de emoções e homenagens. Fora das quatro linhas, a Assoeva recebeu uma homenagem na Assembleia Legislativa de Porto Alegre, onde a entidade recebeu o reconhecimento por estar na semifinal da Liga Nacional de Futsal, sendo  unico representante do estado na competição. A iniciativa foi do deputado Catarina Paladini (PSB).

Dentro de quadra foram só alegrias. Com uma nova vitória sobre a AAFS, a equipe Sub-20 da Assoeva carimbava a vaga na semifinal do Campeonato Estadual. Na semana seguinte o time amarelo selava a sua classificação à final ao golear a ATCEL por 8 a 3. Vaga na decisão garantida para enfrentar a ACBF. No primeiro jogo, realizado em Venâncio Aires, vitória da Assoeva pelo escore de 4 a 2, ficando a um empate da conquista do inédito título.

Pela Liga Nacional, a Assoeva chegava pela primeira vez à final da competição. Empate por 2 a 2 no Paraná e goleada por 5 a 2 diante do Marreco, no Poliesportivo, e vaga garantida na grande final. Mas um lance roubou a cena da partida da volta, quando o ala Rezala se chocou com um atleta adversário e acabou sofrendo uma fratura exposta de seu antebraço esquerdo. O atleta passou por cirurgia e teve de ficar afastado das quadras. 

Na decisão da LNF Venâncio Aires "parou". Com show da torcida, a Assoeva ficou no empate por 1 a 1 diante do Joinville. Na Liga Gaúcha, a superação falou mais alto. Após ser derrotada por 2 a 1 na partida de ida pela fase semifinal da competição, a Assoeva voltada à quadra para uma decisão desgastante em menos de 48 horas após iniciar a disputa do título da LNF. Vitória por 5 a 1 no tempo normal sobre a ACBF. Na prorrogação foi 0 a 0. Nos pênaltis deu Assoeva por 2 a 1 e vaga garantida na final da Liga Gaúcha. 

Dezembro: O último mês do ano coroou o trabalho da incansável diretoria da Assoeva. No dia 3, a Assoeva enfrentava o Joinville na partida de volta da final da LNF. Empate no tempo normal e derrota na prorrogação, deixando a equipe amarela com o vice-campeonato. Três dias depois, o time Sub-20 conquistava o título inédito do Campeonato Estadual ao superar a ACBF, em Carlos Barbosa. 

Na mesma semana, a Assoeva venceria o Atlântico pelo placar de 3 a 1 e conquistava uma grande vantagem na decisão do título da Liga Gaúcha. Na decisão do dia 14, em Erechim, derrota no tempo normal por 6 a 4 e título conquistado na decisão por pênaltis. A Assoeva sagrava-se campeã estadual pela primeira vez. O time foi recebido na manhã do dia seguinte com carreata pelas principais ruas da cidade. 

Premiações individuais: Além dos três títulos e do vice-campeonato nacional, nosso elenco teve um ano recheado de conquistas individuais. Na Liga Gaúcha a Assoeva dominou as premiações. André Deko foi escolhido o melhor goleiro, Boni o melhor fixo, Valdin foi o melhor ala e Fernando Malafaia o melhor técnico da competição. Além deles, a comissão técnica do time amarelo também foi premiada com o troféu destaque. 

Já no Estadual Sub-20 foram quatro premiações individuais. Douglas Meurer, autor do gol do título, foi agraciado com os prêmios de melhor ala e revelação da competição. Além dele, Axel foi escolhido como melhor pivô e Tuchê o melhor técnico. 

Fechando as premiações, a Assoeva teve técnico, revelação e dois jogadores eleitos na seleção da Liga Futsal. O camisa 13 Daniel, escolhido por três vezes como Destaque da Partida, foi premiado como melhor fixo da LNF.  Fernando Malafaia foi escolhido o melhor técnico e André Deko foi a grande revelação da competição. Já o ala Valdin, sete vezes Destaque da Partida e uma vez escolhido o Craque da Semana, levou dois prêmios: melhor ala direito e craque da competição. 

Agora a expectativa da massa amarela é pela montagem de um grande time, que possa rememorar o ano de 2017 coberto de glórias do time da Capital do Chimarrão com grandes vitórias.

Apoiadores: UNISC – ALM Engenharia – Super Lenz – Prefeitura Municipal de Venâncio Aires – Augusta Internacional – Condusvale Distribuidor Elétrico – Ícone Sports – Sul Transportes – Coopeva

 

Venâncio Aires/RS - 31 de Dezembro de 2017 - 09h 35min

Fonte: Assessoria de Imprensa Assoeva/Unisc/ALM